Ir ao conteúdo

AĈ = "má qualidade, inutilidade, nulidade".

  • domodomaĉo = casa de má qualidade, caduca, em ruinas
  • ĉevaloĉevalaĉo = cavalo inútil, sem valor
  • babilibabilaĉi = dizer parvoices, tagarelar
  • aĉa = de má qualidade, inútil, sem valor

AD = "ação continuada".

  • uzouzado = uso continuado, regular
  • vizitivizitadi = visitar regularmente, com frequência
  • konstruo = a ação de construir, o modo de construir, algo construido → konstruado = a ação (continuada) de construir
  • martelo (instrumento) → marteli = bater com o martelo → martelado = a ação (continuada) de martelar
  • reĝo (pessoa) → reĝi = governar como rei (reinar) → reĝado = a ação (continuada) de reinar

Se se quer mostrar que se trata de uma ação, mas não se deseja o significado de duração de AD, deve-se usar outro radical de ação sem significado de duração, ou exprimir-se de um modo totalmente diferente: martelado (ação continuada)) → martelbato = uma batida com o martelo; brosado (ação continuada) → brostiro = uma esfregadela com uma escova.

AĴ = "coisa (concreta)".

  • belabelaĵo = coisa (concreta) particularmente bela, concretização do belo
  • utilautilaĵo = coisa (concreta) que é útil
  • dolĉadolĉaĵo = o que se carateriza por ser doce (bombom e outros)
  • novanovaĵo = o que acaba de aparecer, algo que acaba de ocorrer
  • farifaraĵo = coisa feita, coisa que se faz, coisa que se fará
  • desegnidesegnaĵo = figura desenhada
  • kreskikreskaĵo = o que cresce, uma planta
  • kovrikovraĵo = material de revestimento
  • amuziamuzaĵo = algo com o qual nos podemos divertir
  • havihavaĵo = coisa possuída
  • trinkitrinkaĵo = coisa que se bebe
  • konstruo = a ação de construir, o modo de construir, o construído → konstruaĵo = algo construído (normalmente, uma casa)
  • lignolignaĵo = coisa feita de madeira
  • araneoaraneaĵo = rede de aranha
  • azenoazenaĵo = burrice (= coisa tola)
  • ĉirkaŭĉirkaŭaĵo = espaço/lugar/região em volta de algo
  • postpostaĵo = traseiro, nádegas
  • sen sencosensencaĵo = assunto com falta de sentido
  • kokidokokidaĵo = comida de frango
  • ovoovaĵo = comida de ovos)
  • glacioglaciaĵo = doce de creme gelado
  • aĵo = coisa concreta (de espécie não definida)

Por vezes, junta-se um sufixo de particípio para uma maior precisão: draŝataĵo (cereal que se debulha), draŝitaĵo (cereal que já se debulhou), draŝotaĵo (cereal que se pretende debulhar), brulantaĵo (o que está a arder), brulintaĵo (o que já ardeu). Mas normalmente é suficiente a palavra simples com -AĴ.

AN

AN = "membro de um grupo, habitante de um lugar, adepto de uma doutrina, pessoa que pertence a um local" e semelhantes

  • kluboklubano = membro de um clube
  • EŭropoEŭropano = habitante da Europa
  • IndonezioIndoneziano = habitante da Indonésia
  • vilaĝovilaĝano = habitante de uma vila
  • IslamoIslamano = crente do Islão
  • respublikorespublikano = apoiante da ideia de que um estado deve ser uma república, membro de um partido que se intitula de republicano
  • ŝipoŝipano = pessoa que serve em navio
  • estraroestrarano = membro de uma direção
  • sama landosamlandano = habitante do mesmo país
  • ano = membro de societo, partio, familio, eklezio k.s.; aniĝi = tornar-se membro, aderir a um grupo

AR

AR = "todo ou coleção de muitos assuntos da mesma espécie".

  • homohomaro = todos os seres humanos do mundo, a humanidade
  • birdobirdaro = todos os pássaros do mundo ou de uma região
  • gazetogazetaro = todas as revistas de uma região
  • verkoverkaro = todas as obras de um autor
  • estroestraro = grupo eleito de dirigentes de uma organização
  • arboarbaro = lugar com muitas árvores que crescem conjuntamente
  • harohararo = todos os cabelos da cabeça de alguém (cabeleira)
  • ŝafoŝafaro = todas as ovelhas de um proprietário ou de um lugar
  • meblomeblaro = todos os móveis de um quarto/apartamento/casa
  • altaj montojaltmontaro = maciço ou cadeia de altos montes
  • vortovortaro = dicionário
  • horohoraro = tabela de horas nas quais ocorre algo (horário)
  • ŝtupetoŝtupetaro = escada de mão/ escada portátil
  • vagonovagonaro = fila de carruagens puxadas por uma locomotiva (= comboio)
  • aro = grupo, conjunto, rebanho etc.

ĈJ

Com ĈJ formam-se nomes carinhosos de homens. Antes de ĈJ coloca-se uma forma encurtada do nome, por norma, entre 1 e 5 letras:

  • JohanoJohanĉjo ou Joĉjo
  • VilhelmoVilhelĉjo ou Vilheĉjo ou Vilĉjo ou Viĉjo
  • papagoPapĉjo (nome carinhoso do papagaio macho)
  • PatroPaĉjo
  • OnkloOĉjo
  • FratoFraĉjo

ĈJ, tal como NJ, é um sufixo um tanto particular, porque não começa por vogal, e porque, antes dele, se pode encurtar o radical. É possível acrescentar o sufixo UL, se isso ajudar a criar uma forma mais sonante: PetroPetruloPetruĉjo e outros. Isso contudo não é tradição nem totalmente lógico, mas quando se trata de nomes carinhosos nem a tradição, nem a lógica, nem o rigor gramatical têm muita importância. Nomes carinhosos podem-se criar totalmente à vontade (por ex. por empréstimo de outras línguas).

EBL

EBL = "é possível". Apenas pode ser usado com verbos transitivos:

  • manĝimanĝebla = comestível
  • nombrinombrebla = enumerável
  • malhavimalhavebla = de que se pode carecer, não necessário → nemalhavebla = de que não se pode carecer, necessário
  • komprenikompreneble = que qualquer um pode compreender, claro por si mesmo, evidente por si mesmo (usado com frequência como encurtamento de memkompreneble)
  • esperiespereble = provavelmente
  • supozisupozeble = supostamente
  • eble = "é possível"; eblo = o que é possível; ebleco = possibilidade, viabilidade

Por vezes usa-se EBL (e também IND e END) após verbo que normalmente é intransitivo, mas que poderia ter objeto:

  • iriirebla = que pode ser percorrido (= viável)
  • loĝiloĝebla = que pode ser habitado, que se pode habitar (= habitar nele/a)

Normalmente diz-se iri sur/laŭ vojo e loĝi en domo, mas também iri vojon e loĝi domon são formas corretas, embora muito raras.

EC

EC = "qualidade ou estado (de alguém ou algo)". EC indica sempre algo abstrato (qualidade ou estado).

  • bono = a ideia abstrata de bem → boneco = bondade
    • Vi estos kiel Dio, vi scios bonon kaj malbonon. - Tu és como Deus, tu conheces o bem e o mal.
    • Ili admiris la bonecon de lia ago. - Eles admiravam a bondade da sua (dele) ação.
  • ruĝo = a cor vermelha → ruĝeco = o estado de ser/estar vermelho (vermelhidão, rubor)
    • Ŝiaj blankaj vangoj estis kolorigitaj de freŝa ruĝo. - As suas faces brancas estavam coloridas de um vermelho fresco.
    • La ruĝeco de ŝiaj vangoj malkaŝis ŝiajn sentojn. - O rubor das suas faces manifestava os seus sentimentos.
  • longo = dimensão horizontal (comprimento) (cada coisa concreta tem algum comprimento) → longeco = a capacidade de ser extenso, ter muito comprimento
    • Ni mezuris la longon de ĝiaj kruroj, kaj trovis, ke ili estas tre mallongaj. - Medimos o comprimento das pernas e descobrimos que eram curtas.
    • La longeco de ĝiaj kruroj tre surprizis nin. - A extensão das pernas muito nos surpreendeu

      as pernas eram surpreendentemente compridas.

  • rapido = medida de distância percorrida em certo tempo (tudo o que se move tem alguma velocidade) → rapideco = capacidade do que se move (muito) depressa (rapidez)
    • La rapido de la aŭto estis nur 20 kilometroj en horo. - A velocidade do automóvel era de apenas 20 km/hora.
    • La aviadilo pasis kun fulma rapideco. - O avião passou com a rapidez de um relâmpago.
  • homohomeco = qualidade natural de um ser humano (humanidade)
  • granda animograndanimeco = capacidade de ter uma alma grande (= nobre)
  • korektokorekteco = capacidade de ser correto/a
  • unuunueco = capacidade de ser um (unicidade)
  • unuaunuaeco = capacidade de ser o/a primeiro/a
  • estontaestonteco = tempo futuro. Formas como estonto normalmente indicam pessoa, como todos os particípios com terminação -O, mas às vezes usa-se estonto como encurtamento de estonteco.
  • pasintapasinteco = tempo passado
  • infanoinfaneco = infância
  • eco = qualidade

Por vezes, por influência das línguas nacionais, EC é usado ilogicamente Bedaŭrinde mi ne havas la eblecon tion ĉi fari. De facto não se trata de capacidade mas de eblo (ou eventualmente eblaĵo). Diga-se como Zamenhof: Bedaŭrinde mi ne havas la eblon tion ĉi fari. (Se se hesita entre eblo e ebleco, escolha-se a forma eblo, porque é uma forma resumida quer de ebleco, quer de eblaĵo, e por isso eblo dificilmente pode ser uma escolha incorreta.)

Ec também pode ser usado com terminação -A ou -E (ou verbal). Estas formas têm normalmente o significado de "similar, de modo semelhante, com o mesmo aspeto que, do mesmo modo que":

  • ligneca papero = papel com aspeto lenhoso
  • Ni havas amikecajn rilatojn kun ili. = Ni rilatas kvazaŭ ni estus amikoj. - Temos relações amigáveis com eles = relacionámo-nos como se fôssemos amigos

Por uma questão de clareza, pode-se, em substituição, usar combinações com ŝajna, simila, maniera ou stila. Por vezes, formas com ...eca significam, "relacionada com tal capacidade, acerca da respetiva capacidade": patreca testo = teste de paternidade, teste para descobrir se determinada pessoa é o pai.

EG

EG = "(o mais) alto grau, a espécie maior".

  • domodomego = casa (muito) grande
  • varmavarmega = muito quente
  • bonebonege = muito bom
  • kriikriegi = gritar (muito) alto
  • ŝatiŝategi = gostar muito
  • dankon!dankegon! = muitíssimo obrigado
  • tretreege = muitíssimo
  • pordopordego = porta principal de uma casa, cidade, quinta, quintal, etc. (portão)
  • grandagrandega = extraordinariamente grande
  • piedopiedego = pé grande, gordo, desagradável ou perigoso de humano ou animal
  • manĝimanĝegi = comer exagerada ou avidamente, devorar
  • ege = muito fortemente, intensamente, extremamente

EJ

EJ = "lugar, espaço, casa, quarto, etc. destinado a alguma coisa". O que vem antes de EJ é sempre o que acontece ou se encontra no lugar.

  • lernilernejo = lugar destinado ao ensino (= escola)
  • dormidormejo = quarto de dormir
  • elirielirejo = lugar (normalmente porta), pelo qual se pode sair
  • redaktiredaktejo = lugar onde se redige (por ex, um jornal)
  • akceptiakceptejo = lugar onde se receciona (em hotel, congresso, etc.)
  • necesanecesejo = lugar para alguns atos necessários que se prefere não referir diretamente (nomeadamente urinar e defecar)
  • preĝipreĝejo = lugar para rezar e outros atos religiosos. A palavra preĝejo é tradicionalmente usada para identificar o lugar de oração cristão, enquanto se prefere usar palavras especiais para lugares de oração de outras religiões: mesquita, sinagoga, templo e outros. Mas preĝejo pode de facto ser usada para todas as religiões. Para lugar de oração cristão existe a palavra especial kirko (=igreja, muito raramente usada). Contudo mais simplesmente pode-se dizer: Kristana preĝejo, Islama preĝejo, Hinduisma preĝejo etc.
  • ĉevaloĉevalejo = lugar (casa) para cavalos (= cavalariça)
  • malliberomalliberejo = lugar de detenção para prisioneiros (= prisão)
  • librolibrejo = livraria (uma coleção de ou o lugar em que se reune livros é uma biblioteca)
  • rizorizejo = lugar (campos) onde se cultiva o arroz
  • herboherbejo = lugar onde crescem ervas principalmente (não árvores, etc.)
  • tajlorotajlorejo = lugar onde trabalha o alfaiate (= alfaiataria)
  • ministroministrejo = lugar (casa, gabinete) onde trabalha o ministro
  • malsanulomalsanulejo = lugar onde se cuida e trata de doentes (= hospital)
  • TTT (la Tut-Tera Teksaĵo, diga-se "to to to") → TTT-ejo ("to-to-to-ejo") = TTT-servilo, TTT-a retpaĝaro (lugar onde se encontram as TTT-aĵoj)
  • ejo = lugar (destinado a alguma coisa especial)

Se se trata de fábrica ou algo semelhante, use-se preferencialmente uma combinação mais clara: tabakfarejo = "lugar onde se produz cigarros e afins", ŝtalejo ou ŝtalfabriko = "fábrica de aço", gisejo ou gisfabriko = "fábrica de gusas e afins (fundição)".

EM

EM = "inclinação para algo"

As palavras com o sufixo EM indicam com frequência que algo, pela sua natureza, tende, frequentemente ou continuamente, à ação:

  • timitimema = inclinado/a ao medo, temendo com frequência
  • manĝimanĝema = inclinado/a comer com frequência ou muito
  • komprenikomprenema = que sempre quer compreender
  • venĝivenĝema = que quer vingar-se, sem inclinação para perdoar
  • purapuri = ser puro/a → purema = que quer ser puro/a

Usa-se, por vezes, EM para um desejo momentâneo ou ocasional ou para uma necessidade passageira:

  • Ŝi sentis fortan manĝemon. (= ... fortan malsaton.) - Ela sentiu uma fome intensa.
  • Subite li fariĝis terure dormema. (= ... terure dorme laca.) - Subitamente ele sentiu-se terrivelmente cansado.

Em alternativa pode-se usar combinações com vola: manĝivola, venĝovola. Mas, em geral, basta EM.

Em algumas palavras EM indica capacidade, proficiência:

  • produktiproduktema = que pode produzir muito
  • kreikreema = que pode criar muito

também se pode usar combinações com pova ou kapabla: produktipova, kreokapabla. Normalmente, contudo, EM é suficientemente claro.

Em algumas palavras EM significa que alguém, pela sua natureza, está ameaçado por algo, que corre algum risco que não quer:

  • erarierarema = que com frequência ou facilmente comete erros
  • mortimortema = que pode, e mesmo deve, morrer

Por vezes, constrói-se palavra com EM que não provém de verbo:

  • gastogastema = que gosta de hóspedes
  • la sama seksosamseksema = que prefere o próprio sexo

Por isso, gastema pode compreender-se como "ema mem gasti" (que tem tendência ser o próprio hóspede). Se não se trata desse significado, pode ser preferível usar uma combinação com ama: gastama = "que ama hóspedes",samseksama = "que ama o próprio sexo". Por outro lado, quando AM parece demasiado forte ou falho de sentido, talvez EM seja preferível.

As palavras com sufixo EM, em geral, têm terminação em -A, mas podem ter outra qualquer. Com a terminação -O era costume juntar o sufixo EC: manĝemeco, timemeco etc. Porém o EC não é normalmente necessário. Basta manĝemo, timemo etc. Antes do sufixo UL, se o sentido é claro, pode-se abandonar o EM: timemulotimulo, drinkemulodrinkulo.

EM usa-se também como um normal radical: emo = inclinação momentânea , ema = inclinado/a (tentado/a) momentaneamente.

END

END = "deve ser feito". END pode usar-se apenas com verbos transitivos.

  • pagipagenda = que deve ser pago/a, que se deve pagar
  • respondirespondenda = que deve ser respondido/a, que se deve responder

ER

ER = "muito pequena parte do todo". ER é usado quando algo consiste de muitas pequenas partes similares. O que antecede ER indica sempre o todo, o qual é constituído pelas pequenas partes:

  • sablosablero = grão de areia
  • neĝoneĝero = (pequeno) floco de neve
  • monomonero = peça de dinheiro metálico (a peça de dinheiro em papel chama-se monbileto ou monpapero)(nota)
  • fajrofajrero = parte ardente muito pequena (esvoaçante) («fajrero» elétrico chama-se também sparko (faísca))
  • ero = pequena parte (constituída)

ER indica uma de muitas partes similares mal distinguíveis do que consiste o todo. Em se tratando de partes diversas ou individuais não se deve usar ER, mas PART: mondoparto (≈ kontinento), landparto, korpoparto, parto de libro. Se se trata de parte partida ou separada do todo, deve-se usar PEC: Mi disŝiris la leteron kaj disĵetis ĝiajn pecetojn en ĉiujn angulojn de la ĉambro.

ESTR

ESTR = "pessoa que orienta e decide, dirigente". O que precede ESTR é sempre ou o lugar onde o dirigente decide ou o assunto sobre o qual decide:

  • ŝipoŝipestro = quem, no barco, decide
  • imperioimperiestro = título de quem dirige um império
  • grupogrupestro = dirigente de grupo
  • urbourbestro = pessoa escolhida para orientar e administrar uma cidade
  • lernejolernejestro = diretor de escola
  • centcentestro = oficial de uma centena de soldados
  • estro = chefe com poder de decisão

ET

ET = "grau (mais) baixo, espécie (mais) pequena".

  • domodometo = casa (muito) pequena
  • varmavarmeta = apenas um pouco quente (morno/a)
  • babilibabileti = conversar um pouco
  • iomiomete = só um pouco
  • ŝtrumpoŝtrumpeto = peúga curta que cobre apenas o pé e a parte imediatamente acima
  • ridirideti = sorrir
  • patropatreto = querido pai, paizinho
  • manomaneto = mão pequena e charmosa
  • eta = pequena, fraca; etigi = tornar pequeno, enfraquecer etulo = pessoa pequena

Por vezes, usa-se ET como prefixo para indicar um significado especial:

  • burĝoetburĝo = burguês de baixo estatuto social (pequeno burguês )
  • fingroetfingro = dedo da mão que é o mais pequeno de todos

ID

ID = "nascido de". O que precede ID indica sempre a origem do nascido.

Normalmente ID é usado em palavra de animal. Neste caso, ID indica um animal não adulto, exemplar jovem da respetiva espécie animal:

  • bovobovido = vitelo
  • kokokokido = frango
  • ranoranido = rã jovem
  • ido = descendente jovem de animal

Por vezes, usa-se ID para planta jovem: arboarbido = árvore jovem

Em palavra relativa a pessoas, ID indica filiação, descendência, sem ter em conta a idade. Neste caso, usa-se ID principalmente em títulos e nomes históricos:

  • reĝoreĝido = filho de rei
  • TimuroTimuridoj = príncipes descendentes do sultão Timuro la Lama
  • IzraeloIzraelido = que descende de Izrael (Israelano = membro do país Israel)

Por vezes, ID é usado figurativamente em palavra de país ou língua:

  • landolandido = pessoa nascida num país, indígena
  • LatinoLatinida lingvo = língua advinda do latim

IG

IG = "ação eficaz, causadora ou modificadora". O que precede IG indica sempre o resultado da ação.

  • akraakrigi = agir de modo a que algo se torne afiado (afiar)
    • Mi akrigas mian tranĉilon. - Eu afio a minha faca
  • longalongigi = (alongar)
    • La kunveno devus esti mallonga, sed la multaj demandoj longigos ĝin. - A reunião deveria ser curta, mas as muitas perguntas alongá-la-ão
  • pli longaplilongigi = agir de modo a que algo se torne mais extenso (prolongar)
    • Ni devis plilongigi nian viziton en Hindujo. - Devíamos prolongar a nossa visita à Índia.

Pode-se criar um verbo IG a partir dum radical de ação (que normalmente é verbo). Este verbo com IG significa que se faz com que alguém execute a ação respetiva. O objeto deste verbo IG é o que seria sujeito do verbo simples.

Pode-se partir de um verbo intransitivo:

  • sidisidigi = agir de modo a que alguém comece a sentar-se
    • Li sidigis sian infanon sur seĝon. - Ele fez o filho sentar-se numa cadeira.

Também se pode partir de um verbo transitivo. O objeto deste verbo com IG é ou o sujeito ou o objeto do verbo simples:

  • komprenikomprenigi = agir de modo a que alguém compreenda
    • Mi finfine sukcesis komprenigi lin, ke li devas iri hejmen. - Finalmente consegui fazê-lo compreender que deve ir para casa.
    • Mi ne povis komprenigi la ŝercon al li. - Não consegui fazê-lo compreender a piada.

Também se pode formar um verbo IG de um radical que normalmente é um substantivo.

Os verbos em IG podem significar que se age de modo a que o objeto se torne o que indica o radical, mas também que se faz o objeto ser do mesmo tipo do radical, ou que se faz com que o objeto faça uma ação relacionada com o radical:

  • edzoedzigi = agir de modo a que alguém se torne esposo
    • Li edzigis sian filon al riĉa fraŭlino. - Ele fez casar o seu filho com uma moça rica.
  • pintopintapintigi = agir de modo a que algo se torne aguçado, que algo adquira uma ponta (aguçar, afiar)
    • Se vi volas skribi, vi devas unue pintigi vian krajonon. - Se queres escrever, deves primeiramente aguçar o teu lápis.
  • flamoflamiflamigi = agir de modo a que algo arda (acender, atear, atiçar)
    • Petro flamigis la fajron per forta blovado. - Pedro ateou o fogo com fortes sopros.

Também se pode formar verbos em IG a partir de expressões com preposição

  • en (la) domoendomigi = mover para dentro de casa
    • Kiam komencis pluvi, ŝi rapide endomigis la infanojn. - Quando começou a chover, ela meteu as crianças dentro de casa.
  • sen vestosenvestigi = tirar a roupa de alguém (despir)
    • Janjo estis senvestigita kaj endormigita. - Jana foi despido e metido na cama

O contrário de sen...igi pode-se teoricamente esprimir por kun...igi, mas normalmente isso não acontece, pois muitas palavras simples têm, por si mesmas, esse significado: maski = "kunmaskigi", vesti = "kunvestigi". Nestes casos, em alternativa oni povas a sen...igi pode-se usar o prefixo MAL sem IG: malvesti = senvestigi, malmaski = senmaskigi. Senfortigi tem, mais ou menos o mesmo significado que malfortigi. O contrário de senfortigi é teoricamente "kunfortigi", que é uma palavra pesada e desnecessária. Em sua substituição, use-se simplesmente fortigi.

Também se pode formar verbos em IG a partir de uma partícula ou de um afixo:

  • forforigi = remover, retirar, apagar, apagar raspando
    • Per forta lesivo ŝi sukcesis forigi la nigrajn makulojn. - Ela conseguiu limpar as nódoas escuras com uma lixívia forte.
  • alaligi = adicionar, acrescentar
    • Ili baldaŭ discipline aligos siajn fortojn al tiu komuna granda armeo. - Em breve, e disciplinadamente, acrescentarão as suas forças ao grande exército comum.

Quando o radical não é nem "eca" nem "aga", pode-se hesitar entre um verbo sem sufixo e com o sufixo IG. Muitas vezes, a tradição linguística deu ao verbo, na forma simples, o significado contido em IG: konfuzo = grande desordem → konfuzi = criar grande desordem, fazer grande desordem. Algumas vezes, a tradição impôs o uso exclusivo da forma IG: grupogrupigi = reunir em grupo(s), estabelecer grupo(s). Outras vezes, a tradição deu um significado diferente à forma simples e à forma IG, mas com ambos os significados contendo a qualidade IG: kolorokolori = dar a algo a sua cor, ser o que dá cor a algo; kolorokolorigi = agir de modo a que algo se torne colorido. Contudo, não se pode pretender que todos sigam, em todas as circunstâncias, estas subtilezas. Deve tolerar-se, pelo menos, a eventual confusão entre, por ex., kolori e kolorigi. Às vezes, a forma simples não contém a qualidade IG: lumolumi = projetar raios de luz; lumolumigi = fazer com que algo luza, tornar luminoso (alumiar). Outras vezes ambas as formas têm o mesmo significado: ordoordi ou ordigi = criar ordem, colocar na ordem, tornar ordenado. Atualmente, e em geral, prefere-se a forma ordigi.

Muitas vezes, acrescenta-se desnecessariamente um IG ao verbo, que normalmente não o deve ter. Essa prática pode ser tolerado, principalmente se dela resultar maior clareza, mas por norma deve usar-se as formas tradicionais. Porém, nem sempre as formas estão totalmente estabilizadas. Em algumas situações, o sufixo IG talvez não seja necessário porque a forma simples tem um significado semelhante. Nesse caso, passe-se a usar a forma mais curta, sem IG. Muitas vezes, ambas as formas podem ser usadas paralelamente sem diferença de significado: loki/lokigi, arkivi/arkivigi, listi/listigi.

IG, por norma, aparece com terminação verbal, mas pode também ter terminação em -O, -A ou -E. Estas formas contêm o mesmo significado de ação da forma verbal: akrigo = "a ação de afiar", akriga = "relacionado com a ação de afiar, aguçante", sidigo = "o ato de fazer sentar", sidige = "relacionado com a ação de fazer sentar, fazendo sentar", edzigo = "o ato de casar", edziga = "relacionado com o ato de casar".

IG usa-se também como radical normal: igi = fazer com que alguém execute alguma ação.

IĜ = "passagem a um novo estado, a um lugar novo, a uma nova ação". O que precede IĜ, indica sempre o resultado da passagem..

  • palapaliĝi = tornar-se pálido/a (empalidecer)
    • Li paliĝis pro la ŝoko. - Ele empalideceu com o choque.
  • longalongiĝi = alongar-se
    • La tagoj longiĝas, printempo alvenas. - Os dias alongam-se, a primavera está a chegar.
  • pli longaplilongiĝi = tornar-se mais longo/a (comprido/a)
    • Li asertas, ke post la vizito al la miraklisto lia kruro plilongiĝis. - Ele assegura que, após a visita ao milagreiro, a sua perna tornou-se mais comprida.

Um verbo em IĜ, criado a partir de um verbo não transitivo, indica a passagem à ação correlativa. IĜ, neste tipo de verbos, é equivalente ao prefixo EK. Por vezes, este tipo de verbos em IĜ aponta ligeiras diferenças de significado, entre a ação ocorrer por si mesma ou involuntariamente:

  • sidisidiĝi = começar a sentar-se
    • Li sidiĝis sur la sofo. - Ele sentou-se no sofá.
  • estiestiĝi = começar a ser, iniciar-se
    • Estiĝis kverelo inter ili. - Iniciou-se uma querela entre eles.
  • mortimortiĝi = tornar-se morto/a (morrer involuntariamente)
    • Mia onklo ne mortis per natura morto, sed li tamen ne mortigis sin mem kaj ankaŭ estis mortigita de neniu; unu tagon, promenante apud la reloj de fervojo, li falis sub la radojn de veturanta vagonaro kaj mortiĝis. - O meu tio não morreu de morte natural, contudo não se matou a si mesmo (não se suicidou), nem foi morto por ninguém (nem foi assassinado); um dia, passeando junto dos carris da linha de comboio, caiu à linha, foi atropelado pelo comboio e morreu(-se) (isto é, morreu sem ser de morte natural, nem suicídio, nem assassinato).

      A forma simples do verbo morti já indica transição (da vida para a morte). Aqui, IĜ indica que a morte ocorreu sem ter sido provocada por nenhuma ação voluntária, ocorreu por acidente.

Também se pode criar verbos em IĜ a partir de verbos transitivos. Em verbos deste tipo, IĜ não indica transição. Apenas serve para tornar o verbo intransitivo, para mudar a sua função sintática:

  • malfermimalfermiĝi = tornar-se aberta, ser aberta (por si mesma)
    • La knabo malfermis la pordon. - O menino abriu a porta.
    • La pordo brue malfermiĝis. - A porta abriu-se ruidosamente.
  • turniturniĝi = girar, virar-se,
    • La knabo turnis sian kapon. - O menino virou a sua cabeça.
    • La tero turniĝas ĉirkaŭ sia akso. - A terra vira-se (roda) sobre o seu eixo.
  • ruliruliĝi = mover-se por rolamento, ser rolado (por si mesmo)
    • Kiu rulas ŝtonon, al tiu ĝi revenos. - Quem rola uma pedra leva com ela.
    • Ili rulis sian ĉaron. - Ele rolou o seu coche.
    • La vinberoj elpremite ruliĝadis sur la teron. - As uvas rolaram espremidas no chão
    • La veturilo ruliĝis tre rapide. - O veículo rolou muito rapidamente.

Um verbo em IĜ, criado a partir de um verbo transitivo assemelha-se, muitas vezes, a um verbo na passiva. A diferença é que um verbo em IĜ indica que a ação acontece mais ou menos por si mesma, ou que não nos interessamos pelo eventual causador da ação: Li estis naskita en Januaro. Frase normal na passiva. Atenta-se sobretudo na ação que se cumpriu com resultado (por causa da forma IT). Li naskiĝis en Januaro. Ele tornou-se nascido. Dá-se mais atenção ao que está a nascer, a criança, do que a quem a faz nascer, a mãe.

Também se pode criar um verbo em IĜ, a partir de um radical que é normalmente um substantivo. Esse verbo em IĜ pode significar que o sujeito se torna precisamente o que o radical indica, ou que se torna semelhante ao radical, ou que lhe acontece o tipo de ação caraterizada pelo radical:

  • edzinoedziniĝi = tornar-se esposa de alguém
    • Ŝi edziniĝis kun sia kuzo. - Ela casou-se com (tornou-se esposa de) o seu primo
  • pintopintapintiĝi = tornar-se afiado/a (afiar-se), obter uma ponta (aguçada)
    • Malgraŭ liaj penoj la krajono ne pintiĝis. - Não obstante os esforços dele o lápis não se afiou.
  • flamoflamiflamiĝi = começar a arder
    • Ligno fendita facile flamiĝas. - Madeira rachada facilmente se arde.

Também se pode criar um verbo em IĜ, a partir de uma expressão com preposição. O significado preciso depende da preposição. Se, por ex., a preposição é de lugar ou de movimento, IĜ significa "mover-se, ir, transferir-se":

  • en domoendomiĝi = vir para dentro de casa
    • Kiam la fulmotondro komenciĝis, ni tuj endomiĝis. - Quando o trovão rebentou, viemos imediatamente para dentro de casa.
  • sen vestosenvestiĝi = tornar-se nu/a, despir a roupa (despir-se)
    • Senhonte mi senvestiĝis antaŭ ili. - Sem vergonha, eu despi-me diante deles.

Também se pode criar um verbo em IĜ a partir de uma partícula ou de um afixo:

  • alaliĝi = ajuntar-se, filiar-se, fazer-se a si próprio membro, anunciar a sua pertença
    • Al lia antaŭa embaraso aliĝis nun iom da konfuzo. Ĉu vi jam aliĝis al la kongreso? - Ao seu anterior embaraço ajuntou-se agora alguma confusão. Já te filiaste no congresso?
  • senseniĝi = desembaraçar-se de algo, libertar-se de algo
    • Mi ne plu eltenas ilin, ni devas seniĝi je ili. - Eu não os sustento mais, devemos desembaraçar-nos deles.

Habitualmente, IĜ aparece com terminação verbal, mas pode também ter terminação em -O, em -A ou em -E. Estas formas mostram o mesmo significado de ação que a forma verbal tem:akriĝo = "o ato de afiar-se", akriĝa = "com relação ao ato de afiar-se, afiando-se", sidiĝo = "o ato de sentar-se", sidiĝe = "com relação ao ato de sentar-se, sentando-se", edziĝo = "o ato de se tornar esposo (casar-se)", edziĝa = "com relação ao ato de casar-se", unuiĝo = "o ato de unificar (união)".

Por vezes, uma palavra com IĜ e terminação -O também pode mostrar o resultado de uma ação concluída: Unuiĝo Franca por Esperanto (nome de associação). Dio nomis la sekaĵon Tero, kaj la kolektiĝojn de la akvo Li nomis Maroj.

IĜ usa-se também como um radical normal: iĝi = tornar-se.

IL

IL = "instrumento, aparelho, meio".

  • segisegilo = instrumento para serrar (serrote)
  • fosifosilo = instrumento para cavar
  • kudrikudrilo = agulha
  • tonditondilo = tesoura
  • ŝlosiŝlosilo = chave
  • manĝimanĝilo = instrumento para comer (prato, colher, faca, garfo, pauzinhos de comer, copo, etc.)
  • sonorisonorilo = campainha (quem usa uma campainha não soa (sonoras), mas faz soar (sonorigas))
  • presipresilo = máquina para imprimir livros, jornais, etc.
  • komputikomputilo = aparelho (eletrónico) para elaborar informações e fazer cálculos muito rápidos
  • aboniabonilo = papel pelo qual é possível começar a fazer a assinatura de alguma coisa
  • aliĝialiĝilo = papel pelo qual é possível inscrever-se em alguma coisa (por ex., num congresso)
  • kuracikuracilo = tudo o que serve para curar (por ex., um medicamento)
  • ilo = instrumento, meio; ilaro = conjunto de instrumentos de trabalho

O sufixo IL tem um significado muito generalista. Para exprimir-nos com mais exatidão podemos fazer combinações com outros radicais, por ex.: presmaŝino, transportaparato, vendaŭtomato. Mas, muitas vezes, a simples forma IL é suficiente.

Em algumas, poucas, palavras em IL, o elemento de ação está subentendido. O que precede IL não indica ação, mas, por ex., o resultado dela: fajrofajrilo = instrumento para fazer fogo (não "instrumento para arder")

IN

IN = "o sexo que tem o poder de parir (dar à luz)". O sufixo IN apenas se pode usar no que pode ter sexo, nomeadamente ser humano ou animal. IN acrescenta significado feminino (e afasta um eventual significado masculino).

Com mais frequência junta-se IN à palavra que tem um significado masculino. Então a palavra começa a ter, em substituição, um significado feminino:

  • patropatrino = mãe
  • virovirino = mulher
  • knaboknabino = menina
  • avoavino = avó
  • reĝoreĝino = mulher que governa tal como um rei, esposa de rei

Também se pode juntar IN a palavra de género neutro, mas isso corre com muito menos frequência. A palavra neutra ganha então um significado feminino:

  • homohomino = pessoa feminina
  • aŭtoroaŭtorino = autora
  • pasaĝeropasaĝerino = passageira
  • bestobestino = animal fêmea
  • mortintomortintino = mulher morta

Em palavra neutra, pode-se indicar sexo masculino através do radical VIR usado como prefixo ou como adjetivo.

Há algumas palavras que, em si mesmas, são femininas: damo, nimfo, matrono, putino (não é composta!) e outras. A tal tipo de palavra não se deve acrescentar IN.

IN também se usa como radical normal: ino = animal (ou pessoa) feminino; investaĵo = roupa de mulher.

IND

IND = "merece ou vale a pena ser feito". Pode-se usar IND apenas com verbos transitivos:

  • amiaminda = que merece ser amado/a
  • vidividinda = tão belo/a ou bom/boa que merece ser visto/a
  • mirimirinda = tão extraordinário/a que merece que se o/a admire
  • bedaŭribedaŭrinde = que merece ser lamentado
  • inda = merecido/a, valoroso/a

ING

ING = "suporte no qual colocamos (parcialmente) algo". O que precede ING é normalmente o que parcialmente se coloca no suporte:

  • glavoglavingo = objeto tubular no qual se coloca a lâmina da espada
  • cigarocigaringo = pequeno tubo que segura o cigarro para ser fumado
  • ŝraŭboŝraŭbingo = anel no qual se aparafusa um parafuso
  • ovoovingo = pequeno vaso no qual se coloca um ovo para comê-lo
  • ingo = suporte (principalmente para espada), que, em parte, cobre o que suporta; eningigi = meter dentro de um suporte

ISM

ISM = "doutrina, movimento, sistema, modo de agir" e semelhantes. Por vezes, uma palavra com ISM também indica um exemplo singular de um modo especial de agir. O significado de ISM varia muitíssimo, e depende muito do que o precede.

  • StalinoStalinismo = a ideologia política de Estaline
  • KristanoKristanismo = a religião dos cristãos, a religião de Cristo
  • koloniokoloniismo = exploração de colónias feita por um estado forte (colonialismo)
  • kapitalokapitalismo = sistema económico com posse privada de capital (capitalismo)
  • alkoholoalkoholismo = dependência doentia de álcool (alcoolismo)
  • diletantodiletantismo = desempenho amador e desleixado (diletantismo)
  • 1}patrioto → patriotismo = amor e dedicação à pátria (patriotismo)
  • la Angla lingvoAnglismo = peculiaridade da língua inglesa, anglicismo

IST

IST = "pessoa que, com frequência, se ocupa de alguma coisa (até profissionalmente)". O que precede IST é sempre aquilo de que a pessoa se ocupa.

Há, muitas vezes, uma compreensão errada de IST como sinónimo de "profissional", porém o seu verdadeiro significado é mais vasto:

  • verkiverkisto = pessoa que, com frequência, produz obra escrita (escritor)
  • kuracikuracisto = pessoa que profissionalmente cura (médico)
  • artoartisto = pessoa que pratica arte (artista)
  • biciklobiciklisto = pessoa que anda de bicicleta, com frequência (ciclista)
  • ŝteliŝtelisto = pessoa que, com frequência, rouba (ladrão)
  • EsperantoEsperantisto = pessoa que sabe e usa o esperanto (esperantista)

Se necessário, é possível criar palavras com maior precisão . Em vez da palavra generalista fiŝisto pode-se falar sobre o fiŝkaptisto, o que pesca (= fiŝkaptas), sobre o fiŝbredisto, o que cultiva peixe, e sobre o fiŝvendisto, o que vende peixe.

Por cada palavra com IST, existe, em regra, uma palavra semelhante com ISM. As relações entre as duas formas destes pares de palavras podem variar muito: alkoholisto = pessoa que depende do álcool, agarrada ao álcool; alkoholismo = dependência doentia do álcool; kapitalisto = pessoa que possui muito capital; kapitalismo = sistema económico de posse privada do capital. Existem muitíssimas outras palavras que terminam por "ist" e "ism" e que contêm o significado de "ist" e "ism", mas que não resultam de combinações de palavras, como por ex., turistoturismo, faŝistofaŝismo, ekzistencialistoekzistencialismo.

Com frequência, IST significa "apoiante do respetivo ismo". Então IST = membro do ISM: oportunisto = adepto do oportunismo, aquele que age por oportunismo; komunisto = adepto do comunismo, apoiante do comunismo. Mas IST nem sempre é igual a membro do ISM. Por ex., kapitalisto não é igual a kapitalismano.

Nota: AN e IST são, em algumas situações, muito próximos. Neste caso, a escolha é livre. Costuma-se usar a forma que se torna mais internacional. Por ex, diz-se, normalmente, Kristo, Kristano e Kristanismo. As formas Krististo e Kristismo nunca aparecem. Elas são igualmente lógicas, mas menos internacionais. Compare-se com Budho, Budhisto e Budhismo, em que a preferência é contrária, também por razões de internacionalismo. Para Budhisto, porém, também se usa Budhano, igualmente lógico, mas de Budhanismo não se fala. (Em substituição, alguns usam Budao, Budaisto e Budaismo.)

Não se diga nunca kirurgisto, astronomisto, ekologisto etc. Mas, em muitas ocasiões, para essa pessoa, pode-se criar uma palavra paralela com o sufixo IST, caso exista uma palavra própria para expressar aquilo de que ela se ocupa:

  • kirurgiokirurgiisto = cirurgião
  • diplomatiodiplomatiisto = diplomata
  • gimnastikogimnastikisto = ginasta

NJ

Com NJ criam-se nomes carinhosos de mulheres. Precedendo NJ usa-se uma forma curta do nome. Normalmente conserva-se entre 1 e 5 letras do nome:

  • MarioManjoMarinjo - Mario → Manjo aŭ Marinjo (Mariazinha)
  • KlaroKlanjo - Klaro → Klanjo (Clarinha)
  • SofioSonjoSofinjo - Sofio → Sonjo ou Sofinjo
  • PatrinoPanjo - Patrino → Panjo (Mãezinha, mamã)
  • OnklinoOnjo - Onklino → Onjo (Titia)
  • FratinoFranjo - Fratino → Franjo (Mana, maninha)

Com o uso de NJ, em geral abandona-se um eventual sufixo IN. Mas, por vezes, retém-se a vogal de IN, se isso ajudar na qualidade da sonância: kuzinoKuzinjo, knabinoKnabinjo. É até mesmo possível usar um supérfluo IN, se isso ajudar à boa sonoridade: KlaroKlarinoKlarinjo.

OBL

OBL = "multiplicação". OBL é apenas aceitável em palavras numerais e similares. O que precede OBL indica sempre por quanto se multiplica:

  • duduobla = multiplicado por dois
  • duduoble = multiplicado por dois
  • duduoblo = dobro
  • dekdekobla = multiplicado por dez
  • dekdekoble = multiplicado por dez
  • dekdekoblo = quantidade multiplicada dez vezes
  • cent dek ducent-dek-du-obla = multiplicado por 112
  • cent dek ducent-dek-du-oble = multiplicado por 112
  • cent dek ducent-dek-du-oblo = quantidade multiplicada 112 vezes

Uma palavra em OBL com terminação -A também pode significar que uma coisa consiste em tantas de tais partes:

  • duobla vesto = vestimenta que consiste em dois níveis de roupa
  • duobla fadeno = dois fios entrelaçados, usados como um

Antecedendo OBL sempre se coloca o número. Por clareza, ode-se usar um hífen. O hífen deve colocar-se normalmente onde há pequenos espaços no número original: dek dudekduoblo ou dek-duoblo; dudekdudekoblo; du mil dudekdumildudekoble ou de preferência du-mil-dudekoble. As mesmas regras de escrita valem para os sufixos ON e OP.

ON

ON = "divisão". ON apenas se pode usar em palavras numerais e similares. O que antecede ON indica sempre por quanto se divide:

  • duduono = uma de duas partes do todo de igual grandeza, ½
  • duduona = meio, sendo metade (de algo)
  • duduone = meio, sendo metade (de algo)
  • dekdekono = uma de dez partes da mesma grandeza, 1/10
  • dekdekona = um décimo da grandeza, sendo um décimo (de algo)
  • dekdekone = um décimo da grandeza, sendo um décimo (de algo)

Para as palavras com ON- usa-se as mesmas regras de escrita que para as palvras com OBL.

Por vezes, confunde-se ON com o radical PART. Não se pode dizer, por ex., landono para landparto = "parte de um país". ON não indica uma parte do que o antecede, mas parte de outra coisa. Triono não é uma parte de tri, mas uma de três partes iguais de algo.

OP

OP = "grupo com um certo número de membros". OP é apenas aceitável em palavras numerais e similares. O que antecede OP indica sempre quantos membros tem o grupo:

  • unuunuopo = um só assunto ou pessoa
  • unuunuopa = só, considerado/a em separado
  • unuunuope = individualmente
  • duduopo = grupo de dois, par, dueto
  • duduopa = que consiste de dois membros
  • duduope = num grupo com dois membros, em grupos de dois
  • dekdekopo = grupo de dez
  • dekdekopa = que consiste de dez membros
  • dekdekope = em grupo com dez membros, em grupos de dez

Para palavras com OP usa-se as mesmas regras de escrita de OBL.

Antes da terminação -O, OP é descartável, porque a simples forma -O contém, em palavras numerais, o significado de "opo", entre outros:

  • duo = duo ou o número dois
  • trio = trio ou o número três
  • deko = grupo de dez ou o número dez

UJ

UJ = "o que está destinado a conter algo determinado". UJ tem praticamente três significados diferentes: "contentor" , "planta" e "país". O que precede UJ indica sempre o que está em questão (ou acontece).

UJ pode indicar pode indicar um especial contentor, vaso, caixa, etc. que serve para conter algo, ou em que se faz algo:

  • salosalujo = pequeno recepiente que contém sal para usar à mesa
  • cigarocigarujo = pequena caixa para cigarros
  • abeloabelujo = colmeia artificial (a colmeia natural pode chamar-se abelejo, mas esta palavra também significa "lugar onde o apicultor tem as colmeias)
  • monomonujo = porta moedas
  • banibanujo = cuba ou similar em que alguém dá banho a si mesmo ou a outrém
  • trinkitrinkujo = contentor grande e comprido em que os animais bebem (bebedouro)

Para uma maior precisão, pode-se fazer composições com outros radicais, por ex.: teskatolo, tekruĉo, tetaso, cigarskatolo, cigaredpaketo, konservoskatolo.

Observe que o que precede UJ indica sempre e obrigatoriamente o conteúdo, enquanto o que antecede SKATOL, VAZ, etc. pode indicar quer conteúdo, quer material, quer outro, por ex.: ladskatolo = "caixa de couro", lignositelo = "balde de madeira". Mas ladujo deve ser "contentor para couro", e lignujo é necessariamente "contentor para madeira".

Em nome de fruto, bago ou flor, UJ pode indicar a planta, normalmente árvore ou arbusto, que dá tal fruto, bago ou flor:

  • pomopomujo = macieira
  • vinberovinberujo = videira
  • rozorozujo = roseira

Também se pode dizer pomarbo, vinberarbusto etc.

Em nome de povo, UJ sempre designa "o país desse povo":

  • FrancoFrancujo = o país dos francos (França)
  • ĈinoĈinujo = o país dos chineses (China)
  • SomaloSomalujo = o país dos somalis (Somália)

Por vezes, cria-se palavras em UJ, de país ou região, a partir de outra espécie de palavra:

  • patropatrujo = pátria, país de origem
  • EsperantoEsperantujo = o país Esperanto, o (imaginado) país dos esperantistas, o mundo do esperanto (os congressos, etc.)

Em nomes de países, usa-se também o radical LAND como sufixo e o sufixo não ofcial I, em alternativa a UJ. A maioria dos países, porém, tem nome não resultante de combinação, por ex. Usono, Birmo, Liĥtenŝtejno, Islando (em que «lando» não devém de LAND como afixo!) e outros. Nestas situações, usa-se o sufixo AN para criar o nome dos membros do país: Usonano, Birmano etc.

UJ usa-se também como radical normal: ujo = vaso, caixa, contentor; enujigi = colocar num vaso, e afim. Nesta situação, UJ nunca tem o significado de país ou de planta.

UL

UL = "pessoa com uma determinada característica". O que antecede UL indica sempre o que caracteriza a pessoa.

  • junajunulo = pessoa caracterizada pela juventude (jovem)
  • dikadikulo = pessoa gorda
  • fremdafremdulo = pessoa estrangeira, de outro país, região, cidade, etc.
  • sanktasanktulo = santo
  • blankablankulo = pessoa da chamada raça branca
  • timitimulo = pessoa tímida, tímido
  • ĝiboĝibulo = corcunda, giba
  • milionomilionulo = milionário
  • sen kuraĝosenkuraĝulo = covarde
  • antaŭantaŭulo = antepassado
  • aliaaliulo = outra pessoa

Também se costuma usar UL em certos nomes de espécies animais, embora não se trate de humanos:

  • mamomamuloj = mamíferos
  • brankobrankuloj = animais que respiram por brânqueas

Ocasionalmente, usa-se UL, figurativamente, para os mais diversos temas, mesmo que não se relacionem com seres vivos, os quais se deseja apresentar como se fossem pessoas:

  • nubojn skrapasnubskrapulo = edifício muito alto, arranha-céus
  • tri mastojtrimastulo = barco com três mastros

Em palavras que, por si mesmas, indicam determinada pessoa, não se deve usar UL sem necessidade. Atente-se, sobretudo, em particípios com terminação -O. Este particípio indica sempre pessoa e a junção de UL seria normalmente um erro. Não se deve dizer parolantulo, kurintulo, konatulo, mas simplesmente parolanto, kurinto, konato. Se, no entanto, se juntar UL a um particípio com terminação -O, cria-se uma palavra com significado especial.Virulo não é igual a viro, mas significa "pessoa caracterizada pela virilidade" = vireculo. Konatulo em principio deve ser "pessoa caracterizada pelo conhecimento" = famulo, enquanto konato é simplesmente uma "pessoa conhecida de alguém".

UL usa-se também como radical normal: ulo = pessoa sem nenhuma característica especial.

UM

O sufixo UM não tem significado definido. Com ele formam-se palavras que têm relação com o que precede UM. É preciso aprender cada palavra em UM, separadamente. Há, no entanto, alguns grupos de palavras em UM com significados semelhantes.

Muitos verbos em UM significam "agir de determinada maneira, por meio do que precede UM":

  • foliofoliumi = folhear um livro ou jornal para ler alguma coisa de passagem e rapidamente
  • palpebropalpebrumi = piscar os olhos
  • brakobrakumi = abraçar

Alguns verbos em UM significam "munir/prover de certo modo, por meio do que antecede UM":

  • aeroaerumi = expor ao ar, deixar entrar ar para refrescar
  • sukerosukerumi = cobrir com açúcar

Um grupo de verbos em UM indica modo de fazer execuções, morticínios:

  • krucokrucumi = crucificar
  • pendipendumi = enforcar

Algumas palavras em UM são nomes de peças de roupa ou similares. O que precede UM indica a parte do corpo relacionada com a peça de roupa:

  • kolokolumo = colarinho
  • nazonazumo = espécie de óculos que se apoiam apenas no nariz

UM é usado, em matemática, para formar nomes de sistemas de números. Coloca-se UM após o número, e este indica quantos dígitos o sistema usa:

  • duduuma nombrosistemo = sistema com dois dígitos, sistema binário
  • dekdekuma nombrosistemo = sistema com dez dígitos, sistema decimal

Algumas outras palavras em UM:

  • malvarmamalvarmumi = adoecer com tosse, corrimento nasal, etc. (supostamente por arrefecimento), constipar
  • plenaplenumi = cumprir (tarefa, dever, e semelhantes)
  • gustigustumi = sentir o gosto, provar, saborear
  • lotolotumi = distribuir/premiar em função de um sorteio
  • komunakomunumo = distrito administrativo em torno da cidade, pequena sociedade ou organização cooperativa, residencial, etc.,
  • dekstradekstruma = o que roda ou se volta à direita (na direção dos ponteiros do relógio)
  • proksimaproksimume = aproximadamente
  • umo = assunto, cujo nome de momento não se recorda, assunto estranho ou não descrevível

Se se desejar criar uma nova palavra em UM, devemos acautelar-nos porque os outros podem não compreendê-la. Uma palavra em UM, que se inscreva nalgum dos grupos anteriores, aceita-se com mais facildade, enquanto uma palavra em UM, que não se assemelhe a uma já existente, mais dificilmente é aceite. Criam-se, com frequência, palavras em UM que são compreensíveis pelo contexto, e que posteriormente desaparecem.

De volta à parte superior